20 mar, 2020
274

Existe muita preocupação com o perigo do Coronavírus entre os moradores de condomínios, tendo em vista que são espaços com grande circulação de pessoas, desde os moradores, até os prestadores de serviços internos e os eventuais que circulam diariamente pelas áreas comuns e até privadas.

COMO SE PROTEGER?
Devemos nos empenhar para evitar que o vírus se espalhe ainda mais!

Sem beijo, abraço e aperto de mãos

  • Seus vizinhos irão entender a necessidade da mudança de hábito, pelo menos, nesse momento. Troque o contato físico por sorrisos.

Elevadores

  • Tenha paciência. Não é recomendado pegar o elevador cheio, então espere um pouco e dê preferência para pessoas do grupo de risco.
  • Se seu elevador permanece com a porta fechada quando está fora de uso, verifique com a empresa responsável se é possível fazer uma reprogramação para deixá-la aberta.

Grupo de risco

  • Idosos, diabéticos, hipertensos, quem tem insuficiência renal e doenças respiratórias crônicas são mais propensas a ter complicações quando em contato com o vírus. Redobre o cuidado com a saúde dessas pessoas e se for o caso, disponibilize máscaras para este grupo.
  • Evite visitas para não expô-las a situações de contágio.
  • Pelo interfone ou pelo Whatsapp, ofereça ajuda aos seus vizinhos que são do grupo de risco. Se algum deles precisar cumprir quarentena, tenha empatia, e ajude se precisarem de farmácia, supermercado, pet shop ou outra necessidade.

Crianças

  • Não há uma orientação oficial sobre crianças nos condomínios. O que se sabe é que elas são, praticamente, isentas de complicações (salvo as que possuem alguma doença específica), mas são importantes transmissoras do vírus. E como não se trata de um período de férias, algumas recomendações e cuidados são necessários.
  • Se puder, se ofereça para ficar com as crianças de seu vizinho evitando que sejam levadas para a casa dos avós.
  • Brincadeiras em ambientes fechados na área comum devem ser desencorajadas.
  • Evite que crianças visitem outras crianças que moram com pessoas do grupo de risco.
  • Ensine as crianças sobre a necessidade de lavar as mãos, evitar o contato físico e a respeitar a rotina dos vizinhos.
  • Tenha prudência em relação às decisões individuais, porque elas afetam a vida de todos os moradores.

 

AJUDE A COMPARTILHAR ESSAS SIMPLES ATITUDES. COM A PREVENÇÃO, O CORONAVÍRUS NÃO SE ESPALHA!